Dicas

21/11/2013

Perigos do consumo do mineral na infância

Perigos do consumo do mineral na infância
A Organização Mundial da Saúde alerta sobre os perigos do consumo do mineral na infância
 
Foi-se o tempo em que problemas de pressão alta eram exclusividade dos adultos. A grande quantidade de alimentos industrializados e ricos em sódio na refeição das crianças está mudando o cenário. O mineral, que é adicionado aos produtos para estender o prazo de validade, é o maior vilão dos riscos de hipertensão nos pequenos. Isso porque ele está presente em grandes quantidades nos alimentos bastante adorados pela criançada: bolacha recheada, refrigerante, fast food, macarrão instantâneo, salgadinhos, entre outros. 
 
O crescente número de casos de pressão elevada durante a infância chamou a atenção da Organização Mundial da Saúde (OMS), que tomou medidas para limitar o consumo de sódio pelos pequenos. Agora o recomendado é a ingestão de menos de dois gramas por dia para meninos e meninas entre dois e 15 anos. Para se ter uma ideia da quantia, um pacote de 85g de macarrão instantâneo sabor galinha caipira atinge quase 70% dessa cota diária. 
 
Além da redução de sódio, a OMS aconselha também a aumentar o consumo de potássio para 3,5 gramas por dia. O mineral que está presente em frutas e verduras ajuda o coração a trabalhar, facilita a dilatação dos vasos e auxilia na eliminação do sódio pelos rins. A ingestão de frutas e verduras aliada a outros bons hábitos de alimentação podem evitar que crianças tenham problemas graves na vida adulta. O conselho se estende aos pais: na vida adulta ou na infância, o ideal é reduzir os industrializados e maneirar na adição de sal na hora das refeições. 
 
Fique atento: os valores que indicam pressão alta na infância são diferentes dos que estamos habituados. Enquanto os adultos são diagnosticados como hipertensos com medidas acima de 14 por 9; nas crianças, esse índice varia. Um menino pode ser considerado hipertenso com pressão de 11 por 6, por exemplo. Por isso, os pais devem conversar com o pediatra sobre a alimentação dos filhos e solicitar a medição de pressão em todas as visitas ao consultório. 

» Mais dicas
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia e Design
Rua Quintino Bocaiúva, 105, - Largo São Francisco, (Próx. ao Hospital Dom Pedro de Alcântara) - 44149-999 - Feira de Santana - Bahia
Tel.: (75) 3221.2200 - WhatsApp: (75) 99248.8890 - Email.: plamol@gd.com.br
® 2013 PLAMOL. Todos os Direitos Reservados